sexta-feira, 2 de setembro de 2011

pradiante


projetada pra diante
a vida, sem se temer errante, vai !

e numa clara forma de ser,
fala
ouve
canta
exageradamente

e assim,  nesses extremos, a beleza se opera :
firme
imediata
impressionante

com sabor doce
de gesto moderadamente ácido
ele repulsa o amargo
e, sorri !

vai, segue assim
com a necessária hipocondria
sem a menor nostalgia

pra só bem depois descansar
e de prazer !

terça-feira, 21 de junho de 2011

The Voice

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Aprendendo a Jogar

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Cadeira Vazia

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

urgente

da longa estrada,
em pouco caminhada
mais pela idade
menos pela garra
aquieta!

a bonança esperada,
chegará!

quanto ao temor e lamento de agora:
deixa queimar ...

levanta tua fronte
entende o processo
te acolhe na tua fé
prossegue !

vai, não teme o que virá
ainda que hesite queimar tua pele
o sol brilhará !

coragem !

sábado, 22 de janeiro de 2011

poucas

de todo o ressentimento,
da recusa voluntária
da inconstante reação
eu não ligo

é, não me importa
eu te gosto
e te guardo nos bons átrios
aqueles que na frenética contração
me permitem haver

daí, incrivelmente afirmo:
- eu sinto paz
e pretensioso, sem recear
te confesso
amo, silencioso
distante
constante
eternamente