terça-feira, 29 de junho de 2010

upgrade

Por aqui novos ares ...
mudar a forma é o primeiro passo
garanto o estímulo pra o renovo d'alma

que esses azuis guarneçam nossos passos

nos acolham e provoquem ...

Adiante !

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Onda Solta

É tão vazio especular sobre o que virá
apenas sinto o cheiro de um novo tempo
e percebo os tremores na terra em que piso 
pois nela calçarei o renovo

Nada quedará destruído,
tudo, senão muito, florescerá
consolidado

Chegou meu tempo de renunciar o prazer
e, reconhecendo tal ação,
persistir na labuta
esfriando o afã do desfrute

decido pelo caminho trilhando-o

e silenciosamente temeroso
me entusiasmo e sorrio
hoje, mais do que nunca, sou onda solta !



       "Eles pensam que a maré vai mas nunca volta. Até agora eles estavam comandando o meu destino e eu fui, fui, fui, fui recuando, recolhendo fúrias. Hoje eu sou onda solta e tão forte quanto eles me imaginam fraca. Quando eles virem invertida a correnteza, quero saber se eles resistem à surpresa, quero ver como eles reagem à ressaca. [...]"


                                                           Paulo Pontes / Chico Buarque


                                                                                         

sexta-feira, 25 de junho de 2010

multirretrato

tudo me soará familiar
sem qualquer dimensão fixa
libertas
abertas
voluntariamente inacabadas
crédulas
timidamente vigorosas

assim vou parindo as palvaras
e essas me saem de pretensão marcada

nenhum verso a esmo
nunca um afeto à toa
o coração sempre me pulsará
e corajosamente insistirei
pelo querer
qualquer um
lícito ou não !

e ainda assim,
talvez ardendo
sangrando
renunciarei à derrota
e, de pé, recuarei

forjar-me-ei necessário !

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Viva São João !!!!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Uma Graça de semana pra minha gente !



"se inteire da coisa sem haver engano (...)"
                                            Luiz Melodia

domingo, 6 de junho de 2010

carcaça

Caberia a minha vontade
apenas ela conduz a certeza
a de romper com o que ousaria raciocinar

o instinto me provocara a assumir qualquer dor
e ainda assim, fragilizo
e por desejar nova vida dentro em mim
me dispo e mergulho no meu desejo

ali, encharcados pela treva do mar
criamos, eu e o rebento,  nova era

desvelo o que anseio
sinto minha frágil carcaça se moldar

consegui ...